Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto









“ALMA DE UM POETA”.

             

 

 

Aquelas mãos que batem palmas

Atravessam madrugadas a escrever,

Versos que tira do fundo da alma

O que inspirou depois do anoitecer.

 

A sua fisionomia é calma...

Escreve os versos por prazer,

Nem arrependimento nem trauma

Diz nos versos, o que tem que dizer.

 

Pensamento de poeta é sensível

Um poeta vê o invisível...

Sem classe social, credo ou cor.

 

Todo poeta é amante da natureza

Tem na alma o espírito de nobreza,

E ser nobre, é ter no coração amor.







Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 06/12/2007
Código do texto: T767055
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
3911 textos (260904 leituras)
185 áudios (36392 audições)
9 e-livros (7425 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 06:42)
Antonio Hugo

Site do Escritor