Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando eu partir


Quando eu partir, que pare o tempo
Que pare a engrenagem da maquina
Que todo fique estático, um momento
Que se altere, a carta magna

Que o vento exale o perfume das rosas
Que os corações fiquem sensíveis a poesia
Que contritas, fiquem as prosas
Que o pássaro, cante a fúnebre melodia

Se a v ida continuar, que fique o vazio
Em protesto, a favor dos que já foram
Nas cidades, nas guerras, vitimas do fuzil

E hoje, não são lembrados, nem serão
Mesmo de uma forma, embora vil
Quando eu partir, que pare a canção
 


Gilmar Queiroz
Enviado por Gilmar Queiroz em 06/12/2007
Código do texto: T767568

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Queiroz
Laranjal do Jari - Amapá - Brasil, 41 anos
243 textos (4634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 12:23)
Gilmar Queiroz