Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto do bom fim

Finda em mim, a tristeza hostil,
Aqui no meu peito, me pondo a cantar.
Agora meu verso, feliz vai ficar,
Trazendo na prosa um canto sutil.

Finda em mim, sentimento senil,
Meu peito bem forte, só pensa em amar.
Sigo renhido no meu caminhar,
Levando comigo a amada gentil.

Finda em mim, toda desesperança,
Banindo em meus olhos, as águas do pranto.
Começo a viver como uma criança,

Que tem dos seus pais, o amor acalanto.
E tendo em meus passos, total confiança,
Eu rio, eu  choro, eu caio e levanto.
 
Valério Márcio
Enviado por Valério Márcio em 07/12/2007
Código do texto: T768235
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valério Márcio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
536 textos (45973 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 22:06)
Valério Márcio