Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deusa Loura

Mulher quando eu te escrevi em vão
Inconstante, altiva, vil das quimeras
Sem essa indigna dor das panteras
Diáfano olhar, estendido na mão.

Que a sua luz suave cria no coração
E então delate, o meu espírito as feras
E também a alma minha as megeras
Por que o amor, neste tempo, pagão?

Mas quando vejo o teu corpo sinuoso
Corro desesperado, pois te adoro
Esta vencedora das graças, namoro.

Calorosamente queimam a pele
A própria Cruz Vermelha, firme repele
As contrações lascivas, ser tortuoso.

                        HERR DOKTOR
HERR DOKTOR
Enviado por HERR DOKTOR em 07/12/2007
Reeditado em 16/10/2008
Código do texto: T768524

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERR DOKTOR
Camboriú - Santa Catarina - Brasil
664 textos (21672 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 00:36)
HERR DOKTOR