Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TRIÂNGULO (Soneto)

O Triângulo


Em lágrimas desfeita fui ribeira
Na solidão oculta fui retiro
De desejos calados fui suspiro
Por entre altos e baixos fui ladeira

Mil vezes moribunda renasci
Nos versos, meu avesso, dores se foram
São hoje nódoas negras que ao sol coram
Manchas na veste antiga que despi

Da vida a geometria ajustada
Sem compassos, esquadros, sequer réguas
Num triângulo sacro me enquadrou

Nele encontrei a luz por mim sonhada
Na Paz, Amor e Fé achei as tréguas
Nas lutas com que a vida me cercou

(In "Despida de Segredos")
Carmo Vasconcelos
Enviado por Carmo Vasconcelos em 26/11/2005
Código do texto: T76874
Classificação de conteúdo: seguro

Áudio
O TRIÂNGULO - Carmo Vasconcelos
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmo Vasconcelos
Lisboa - Lisboa - Portugal
203 textos (15408 leituras)
62 áudios (7662 audições)
15 e-livros (1368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:40)
Carmo Vasconcelos