Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nova luz

A Estrela Dalva apareceu, por fim,
linda, radiante como fosse o Sol.
Cálida voz, suave, voz carmim,
como se houvesse som no arrebol.

A Estrela Dalva, ao despertar pra mim,
trouxe-me a luz, que já distante eu vi,
luz de pureza, linda, qual jasmim,
com seu suave olor, e eu me perdi.

Perdi-me no clarão da madrugada,
enquanto a luz da Estrela Dalva ardia
em minha mente, no meu coração.

E, ao me perder, eu vi a estrela amada,
e a madrugada, noite, virou dia,
um lindo dia eu encontrei, então.

07/12/2007
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 07/12/2007
Código do texto: T768766
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 69 anos
912 textos (267227 leituras)
36 áudios (10839 audições)
6 e-livros (1943 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 02:40)
Paulo Camelo

Site do Escritor