Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Yara

Quando a vi naquele momento
Linda e pálida tu dormias
Veio em mente um tormento:
Dali pra frente, o que eu faria?

Quantas coisas não pude dizer
Tantas palavras foram omitidas
Eu nada podia fazer
Diante de tua partida

Você alí, inerte, me magoava
Eu falava e tu não respondias
E meu peito se apertava

E até hoje eu exclamo:
Posso não ser o que tu querias
Mas não hão de te amar como eu te amo!

                (Dedicada à minha mãe falecida em 08/1993.)
namoradinha
Enviado por namoradinha em 27/11/2005
Reeditado em 04/01/2015
Código do texto: T76935
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Deve citar o nome de Aline da Costa França). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
namoradinha
Recife - Pernambuco - Brasil, 36 anos
22 textos (1282 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:02)
namoradinha