Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Renascer

Sorvi o último trago do poema
já no ocaso da minha inspiração!
Como um pobre diabo, eu caí no chão,
esvaziando, do peito, o enfisema.

Beijei a última boca de paixão
sob a aurora da minha decadência!
Como um deus, a esnobar sua clemência,
fiz esvaziar todo o meu coração.

Hoje, poeta, eu bebo em minha boca,
de trago em trago, esta vontade louca
de transformar todo o mundo em poesia.

Encher-me o enfisema com ar tão puro;
erguer-me um outro homem, já maduro,
que esqueceu de tudo o que sabia.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 11/12/2005
Código do texto: T84509
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1334 textos (57788 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:10)
Herculano Alencar

Site do Escritor