Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Egocêntrico

 
Vivo a narcisar-me em poesia
como se fora um grande literato,
e meus poemas fossem um retrato,
que a arte, para mim, reverencia.

Vou, entre a psicose e a mania,
semeando os gérmens do egoísmo;
mercê de um iminente cataclismo,
que a boçalidade anuncia.

Sou do poeta sua maestria
a recriar conceitos hordiernos
no epicentro da idolatria.

Senhor de si, do céu e do inferno.
Sepulcro da modéstia, a garantia
de que o poeta não nasceu eterno.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 18/12/2005
Código do texto: T87978
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1335 textos (57812 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:50)
Herculano Alencar

Site do Escritor