Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIAJANTE

Vies-te de longe, eficiente, ave-ninho,
Colocou em confusão minha mente exagerada.
Jamais fui provocado em paralela estimulada
Mas confesso viajante, necessito de carinho.

Foi muito rápida, emotiva, sinto, não estou sozinho,
Meus bloqueios físicos evaporaram nessa alvorada.
Entre psicose e medo, não fugirei dessa estrada.
Não vacilarei, entregarei às curvas do seu caminho.

E amanhã, farei parte dessa concentração.
Nesse corpo deserto, linda e nua,
Energética, delicada, nova estimulação.

Ao regressar-te, nossa história perderá a ligação,
Será somente uma saudade tua,
Talvéz, presente, nessa recordação.
Alci Santos Vivas Amado
Enviado por Alci Santos Vivas Amado em 28/12/2005
Código do texto: T91186

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alci Santos Vivas Amado
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil, 71 anos
238 textos (31042 leituras)
2 e-livros (136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:10)
Alci Santos Vivas Amado