Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE MANSINHO, SEM CAUSAR DANO...




DE MANSINHO, SEM CAUSAR DANO...








O Sol, a luz do dia, me conturba,
o bulício da noite me dói e angustia...
É a própria vida que me agonia,
é o não saber viver que me perturba!

É o inconformismo que me devora...
E para esquecer o que tanto lembro,
fecho os olhos... mas só relembro,
a tristeza da mágoa que me apavora!

Nesta vida vazia de sol e de sonho,
já nem desejo um amanhã risonho,
só... que esta dor se vá embora!

Que saia do meu coração insano,
de mansinho sem causar dano...
sem que eu saiba o dia nem a hora!

HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 28/12/2005
Código do texto: T91428
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11665 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:27)
HELENA BANDEIRA