Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto Nipônico

Progênie oriental, traços suaves,
Beleza que emana, soberana, profusa,
Olhar eloqüente, que fala e me cala,
Que exala desejo, design de musa.

Ó deusa oriunda do oriente,
Qualquer atributo atribuido a ti faz jus,
Pois, o brilho que em mim de ti reluz,
Brilha muito mais do que o sol nascente.

Pois tens um brilho irrestrito, sem fronteiras,
Aura de mil cores, arco-iris, aquarela,
Olhar de luz que lança flechas tão certeiras,

Que ficam em mim, qual tinta numa tela,
E num arroubo repentino, grito, de forma verdadeira,
Nipo-Brasileira, Nipo-linda, Nipo-bela.
Luiz Gonzaga Leite Fonseca
Enviado por Luiz Gonzaga Leite Fonseca em 29/12/2005
Reeditado em 15/12/2012
Código do texto: T92027
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luiz Gonzaga Leite Fonseca
São Paulo - São Paulo - Brasil, 2015 anos
30 textos (1893 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:09)
Luiz Gonzaga Leite Fonseca