Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DA DISTÂNCIA


SONETO DA DISTÂNCIA
Lilian Maial


Tudo o que sei da vida que me leva
é o pouco tanto que o pranto conduz.
Se já não tenho o riso, só a treva,
o que me resta é a fresta a que me expus.


Tudo o que quero - deitar na tua relva -
sofrer as dores que eu mesma me impus,
na tua ausência, a solidão me neva
e opacifica, aos poucos, tua luz.


Como prender-te, se sou liberdade,
amar-te menos, se amo de verdade,
ou pretender ser tua para sempre,


se a cada esquina que dobro no tempo,
mais um pouquinho cresce o esquecimento,
como o desejo que rasga meu ventre?


**************


Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 02/01/2006
Reeditado em 14/04/2006
Código do texto: T93236

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248657 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:41)
Lílian Maial

Site do Escritor