Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto nascituro (menção ao texto "A ressaca do dia primeiro de 2006" de Lílian Maial)

Na varanda, a lâmpada queimada,
como uma sombra na escuridão,
produzia a nítida impressão
de que já percorrera aquela estrada.

Alma em vigília, inda que cansada,
desfez em letras sua solidão;
dançou ao som da chuva e do trovão
até achar seu par na madrugada.

Então compreendeu que era amada,
e que apesar da lâmpada apagada,
o dia, a todo custo, nasceria...

e inundaria a casa com seu brilho,
como se a noite desse à luz ao filho
que ela, sozinha, amamentaria.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 04/01/2006
Código do texto: T94386
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1335 textos (57861 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3208 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:54)
Herculano Alencar

Site do Escritor