Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA DOR COM A PUREZA DO LIRIO...




UMA DOR COM A PUREZA DO LÍRIO...







Neste tormento que me consome
há uma dicotomia que me confunde,
tanto pode ser sede como fome,
como a dor da dor que em mim se infunde!

Uma carência de afecto que não comando,
uma demência de amor em que me afundo.
Uma ausência de senso – um desmando,
uma tendência para sair deste mundo!

Nada me conforta – nem mesmo rosas...
Delas fiquei com feridas dolorosas
e passaram... de conforto a ser martírio...

Não há flores, nem amores, nem refrigério
para uma dor que nem sequer tem mistério.
É apenas uma dor com a pureza do lírio!...





 

HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 08/01/2006
Código do texto: T96177
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:50)
HELENA BANDEIRA