Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E CHOREI, COMO HÁ MUITO NÃO CHORAVA...

E Chorei, como há muito não Chorava...
Lílian Maial



E a noite veio, como qualquer outra,
mais doce a vinda, que o amargo fim.
E não há fogos nessa noite oca
e nem presente mais presente em mim.

Os risos falsos a cortar a boca
garantem brilho em olhos de cetim.
Embora a corda não condene à forca,
ver o pavio me acende o estopim.

No peito sóbrio, a embriaguez rondava,
pelos soluços vãos que alma armava,
como a engolir lembranças do passado.

E os meus fantasmas, memórias que escondo,
a proteger-me do mundo de assombro,
postos à mesa, com lugar marcado.


****************

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 11/01/2006
Reeditado em 14/04/2006
Código do texto: T97542

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248728 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:21)
Lílian Maial

Site do Escritor