Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA OU POESIA?

 

"A poesia foi, inicialmente, sentimento. O homem escutou a voz íntima que lhe falava em silêncio e cantou.” Humberto de Campos

 

Fui, por diversas vezes, na sala de aula, questionado por alunos, se os vocábulos poesia e poema eram a mesma coisa; se tinham o mesmo significado; se era certo, correto usar tanto poesia quanto poema, em referência a um conjunto de versos escritos por alguém?

Esse questionamento se justifica pelo comum uso que fazemos de poesia e poema como sinônimos. Porém, no estudo puro da composição poética, perceberemos que nem toda composição versificada contém poesia. Poderíamos até dizer, com toda confiança, que a poesia não precisa necessariamente do verso para se manifestar. Assim é que podemos encontrá-la na prosa, e até mesmo em outras manifestações artísticas, como a pintura, a música, etc. Perguntaria: como isso é possível? É possível porque a poesia é gerada, para o apreciador da obra, pelo conteúdo de uma forma de expressão.

No processo do conhecimento e do relacionamento do homem com o mundo, existe uma manifestação paralela à inteligência, à racionalidade, que é a emoção. Você pode olhar o pôr-do-sol com os olhos de um astrônomo, defini-lo e explicá-lo. Mas pode também, olhá-lo com os olhos de um artista e diante daquela síntese de imagem e cor sentir algo estranho, emocionar-se. Tomados então por este estado de admiração, passamos a desenvolver um sentimento de prazer diante do belo: o prazer estético.

Assim, a leitura de um poema ou a contemplação de um quadro, pode sensibilizar-nos, a ponto de despertar em nós um estado emotivo ou lírico. É a sublimidade da beleza poética, que reflete as mais profundas e elevadas sensações do espírito humano, e que constitui na essência, o lirismo.

Antônio Soares Amora dá-nos uma clara definição de poesia e poema:

Poesia é o estado emotivo ou lírico do poeta, no momento da criação do poema; o estado lírico reviverá na alma do leitor se este lograr transformar o poema em poesia.

Poema é a fixação material da poesia, é a decantação formal do estado lírico. São as palavras, os versos e as estrofes que se dizem e que se escrevem, e assim fixam e transmitem o «estado lírico» do poeta.

Costumava, sempre, exemplificar estas definições, comparando-as com um caule e sua flor: o caule, as folhas, os espinhos e a flor formam o poema (é a parte material), mas o perfume que exala da flor é a poesia.

E para fecharmos, sinta a poesia deste texto em prosa:

“Era por uma dessas noites vagarosas de inverno, em que o brilho do céu sem lua é vivo e trêmulo; em que o gemer da mata é profundo e longo; em que a solidão dos riachos é absoluta...” (A. Herculano)

___________________________________________________

• Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário.

• Se você encontrar erros (inclusive de português), por favor, me informe. 
http://capbarbanegra.spaces.live.com/

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 23/01/2006
Reeditado em 07/09/2007
Código do texto: T102724

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 67 anos
1281 textos (14909855 leituras)
7 e-livros (6227 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/10/14 12:26)
Ricardo Sérgio



Rádio Poética