Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Como Se Preparar Para Ser Um Escritor (lição n-ro 1)

<><> Algumas pessoas me perguntam como aprendi a escrever tantas coisas. De onde tiro os assuntos, as idéias. Vou tentar explicar de um modo bem claro. Em primeiro lugar, é preciso gostar de escrever, amar escrever! É preciso ter prazer em escrever, começando por cartas, não ter preguiça de responder uma carta de um amigo ou amiga ou de algum parente. Gostar de ler bons livros. Em segundo lugar: praticar a desenvoltura na escrita, deve-se escrever tudo que vier à cabeça, mesmo que sejam coisas desagradáveis, xingamento, revolta, raiva, injúria, tudo que a pessoa guarda dentro de si, tem vontade de falar, mas não fala, tem medo, tem remorso etc... <><> Ponha tudo no papel, depois rasgue e jogue fora. Faça novamente até esvaziar tudo que for negativo dentro de seus pensamentos, sua mente ou de seu coração. (Isso é uma pratica em Psicologia ou Psicanálise) <><> Jogue fora e novamente escreva, observe as coisas da Natureza, as pessoas, os fatos, os casos que ouve na rua, nas festas, escreva tudo, tudo! Faça uma revisão e corrija sempre, tendo um Dicionário ao lado. Em terceiro lugar: USE SEMPRE O DICIONÁRIO! Aumente o seu vocabulário! Sem ele você não poderá ser um bom escritor! Pode ter boas idéias, bom tema para escrever, mas precisará de palavras únicas para descrever certas idéias que tiver na cabeça. Quem tem uma boa intuição, sempre terá maior chance de escrever bem... Vai depender da atenção e da escuta... As idéias andam no ar, e as apanha quem as quiser apanhar... Procure ouvir a voz do seu interior, de sua alma!
<><> No meu caso, comecei a escrever cedo, pois na época, fazia-se muita redação na escola pública, dissertação nas aulas de história e geografia. O exame final era oral e tinhamos que ficar de pé ante a banca examinadora e dissertar sobre a matéria estudada que tivesse caído na prova. Escrevia-se muito e dissertava-se muito também.
Não há milagres. Há uma vontade e um esforço de aprender, estudando, lendo sempre bons autores. Isso não quer dizer, que deixem o Gibi de lado. Li muito Gibis e O Globo Juvenil d e nossa época, além de romances diversos. Quarto lugar: Escreva despreocupadamente, não force as idéias. Elas virão sutilmente se instalando na sua mente... Não pense em outra coisa, pense só que você vai escrever uma coisa só sua, única, deixe os sentimentos aflorarem, não os reprima... Verá que escreverá coisas que nem vai acreditar que foi você mesmo que escreveu... Comece já! Aqui e Agora!
S u c e s s o !  E  b o a   s o r t e !   E/N.
Victoria Magna
Enviado por Victoria Magna em 29/03/2006
Reeditado em 30/03/2006
Código do texto: T130762
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Victoria Magna
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
329 textos (130070 leituras)
1 e-livros (99 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:47)
Victoria Magna