Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIFERENÇA ENTRE CRÔNICA E CONTO

A pergunta veio de um leitor: "VISITANTE INCONVENIENTE" é crônica ou conto?

    Talvez seja preciso evocar os mortos para responder a esta questão. "Visitante Inconveniente" por exemplo, foi postado em quatro sites na categoria humor. Por acaso, o humor não é uma crônica?

   Esses dias um escritor referindo-se a um texto nosso disse: "sua crônica é um conto verdadeiramete histórico, carregado de humor. Talvez um miniconto, como diria Artur da Távola"

    Os gêneros da categoria crônica e contos, tem personagem,  e  narram um fato ocorrido em determinado tempo. Daí o crónos de onde se originou o termo crônica. "Conscientemente fragmentária, a crônica não pretende captar a totalidade dos fatos".**
    Os contos além do requisito tempo(crónos), apresentam o espaço - lugar onde o  fato real ou imaginário aconteceu, mas por si só este requisito não é suficiente para classificar um trabalho como conto... e agora?

    Passo a bola para Mário de Andrade: "Conto será sempre aquilo que seu autor batizou de conto".*

    Já sobre a crônica, Artur da Távola disse: " É o samba da literartura. É ao mesmo tempo, a poesia, o ensaio, a crítica, o registro histórico, o factual, o apontamento, a filosofia, o flagrante, o miniconto, o retrato, o testemunho, a opinião, o depoimento, a análise, a interpretação, o humor. Tudo isso ela contém, a polivalente Direta e simples como um samba. Profunda como a sinfonia".*

É iso.

NOTA DO AUTOR:

(*)Trechos extraídos da 4ª capa de Textos Seletos. Adalberto Lima e outros.Editora Pensata. Rio de Janeiro - 2008

(**) Outros pressupostos teóricos poderão ser examinados em Angélica Soares. Gêneros Literários. Ártica. S. Paulo. 2006.

COMENTÁRIOS:
19/09/2010 12:04 - Vonei *
Falou um monte, e não explicou quase nada...
Para o texto: DIFERENÇA ENTRE CRÔNICA E CONTO

Caro Vonei:
Sou poeta e tomo por empréstimos as palavras de Mário Quinta:  "...minha  função não é resolver e sim propor enigmas, fazer o leitor pensar e não pensar por ele.”




Adalberto Lima
Enviado por Adalberto Lima em 10/02/2009
Reeditado em 27/09/2010
Código do texto: T1432446
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (LIMA, Adalberto. ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Adalberto Lima
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil, 62 anos
2167 textos (295869 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/11/14 18:39)
Adalberto Lima



Rádio Poética