Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As funções da linguagem 

(Marina Ferreira e Tânia Pellegrini* ) 

A linguagem sempre varia de acordo com a situação, assumindo funções que levam em consideração o que se quer transmitir e que efeitos se espera obter com o que se transmite.

O texto 1 prioriza uma mensagem específica, isto é, reflexão a respeito da força do tempo que passa, deixando tudo para trás (a roda viva ). Essa mensagem é construída por meio de muitas imagens, numa seleção e combinação de palavras bastante particular, com clara intenção estética. Ou seja, o autor baseia-se na conotação . A análise e interpretação das imagens envolve a multiplicidade dos significados que a conotação permite.

Já o texto 2 quer informar, polemizando. Escrito em linguagem denotativa , evita os duplos sentidos. O autor quer passar idéias a respeito de um assunto que faz parte de sua profissão (ele é assessor de comunicação de markenting político) e as apresenta de maneira direta e objetiva, pois o que mais importa aí é a defesa de um ponto de vista, de uma opinião.Trata-se de uma comunicação direta sobre um referente , um elemento de contexto .

O texto 3, a propaganda, em que se juntam imagem e texto, quer convencer os leitores a fazer seus anúncios em determinado meio de comunicação. Portanto, emprega a denotação porque precisa informar (há páginas seqüenciais coloridas, há mais tempo para reservar e entregar material) e conotação porque precisa persuadir(“é melhor do que o arco-íris”). O uso dos verbos no imperativo (“anuncie”, “experimente”) também pretende, de maneira impositiva, instigar o consumidor.

Assim, analisando qualquer texto, qualquer imagem, pode-se depreender que suas linguagens funcionam para atingir um objetivo. Não há comunicação neutra. Como já vimos em capítulos anteriores, há sempre um contexto, uma necessidade, uma situação pessoal determinando o que se diz, por intermédio de um discurso que pode ser informativo, autoritário, apelativo ou poético.

Nesta, propaganda, juntam-se dois códigos:
o das imagens e o das palavras, compondo
um sofisticado jogo de significados cuja
função é convencer um eventual
comprador para o produto anunciado: as
embalagens de plástico colorido.

Deste modo, pode-se falar em funções da linguagem. Analisar as funções da linguagem nos textos alheios ajuda-nos a descobrir os objetivos que direcionaram sua elaboração. Aplicá-las aos nossos ajuda-nos a planejar melhor sua comunicabilidade e eficiência.

As funções da linguagem organizam-se em torno de um emissor (quem fala), que envia uma mensagem ( referente ) a um receptor (quem recebe), usando um código , que flui através de um canal (suporte físico). A funções da linguagem são as seguintes:

Referencial ou denotativa: seu objetivo é traduzir a realidade ( referente ), informando com máximo de clareza possível. Nos textos científicos e em alguns jornalísticos predomina essa função.
Em 1665¸ Londres é assolada pela peste negra (peste bubônica) que dizimou grande parte de sua população, provocando a quase total paralisação da cidade e acarretando o fechamento de repartições públicas, colégios etc. Como conseqüências desta catástrofe, Newton retornou a sua cidade natal, refugiando-se na tranqüila fazenda de sua família, onde permaneceu durante dezoito meses, até que os males da peste fossem afastados, permitindo seu regresso a Cambridge.

Este período passado no ambiente sereno e calmo do campo foi, segundo as palavras do próprio Newton, o mais importante de sua vida. Entregando-se totalmente ao estudo e à meditação, quando tinha apenas 23 a 24 anos de idade, ele conseguiu, nesta época, realizar muitas descobertas, desenvolvendo as bases de praticamente toda a sua obra.

(Antônio Máximo e Beatriz Alvarenga. In. Curso de Física. São Paulo: Harbra, 1992. v. 1, p. 196.)

Emotiva ou expressiva: o objetivo é expressar emoções, sentimentos, estados de espíritos. O que importa é o emissor , daí o registro em primeira pessoa.
Estou tendo agora uma vertigem. Tenho um pouco de medo. A que me levará minha liberdade? O que é isto que estou te escrevendo? Isto me deixa solitária.

(Clarrice Lispector)

Conativa ou apelativa: o objetivo é convencer o receptor a ter determinado comportamento, através de uma ordem, uma invocação, uma exortação, um súplica, etc. Os anúncios publicitários abusam dessa linguagem. Os discursos autoritários também.
O arauto proclamou:

Meu estimado povo.Que as bênçãos de Deus, senhor todo-onipotente, desçam sobre vocês. Visando combater os gastos desnecessários e luxo. Visando dar igualdade geral ao país, com objetivo de eliminar invejas, rancores, entre irmãos, o Governo, em acordo com as fábricas de calçados, determinou que a partir deste momento será fabricado para toda a nação um só tipo de sapato, masculino e feminino. Fechado, liso e encontrável apenas na discreta e tão bonita cor preta.

( Ignácio de Loylola Brandão, Zero. )

Fática: o objetivo é apenas estabelecer, manter ou prolongar o contato (através do canal ) com o receptor: As expressões usadas nos cumprimentos, ao telefone e em outras situações apresentam este tipo de função.
— Como vai, Maria?

— Vou bem. E você?

— Você vai bem, Maria?

— Já disse que sim!

— Eu também. Está tão bonita!”

— Ah, bem, é que eu...

— Ah, é.

(Dalton Trevisan)

Metalingüística: o objetivo é o uso do código para explicar o próprio código. A língua, por exemplo, é um código; os sinais de trânsito são outro. Neste livro estamos analisando mecanismos da linguagem usando a própria linguagem. É o que acontece com textos que interpretam outros textos, com dicionários, com poemas que falam da poesia (como ‘Procura da poesia', Carlos Drummond de Andrade, visto no capítulo anterior), etc.


Poética: o objetivo é dar ênfase à elaboração da mensagem . O emissor constrói seu texto de maneira especial (como em ‘Roda viva'), realizando um trabalho de seleção e combinação de palavras, de idéias ou de imagens, de sons e/ ou de ritmos. Explora-se bastante a conotação.
Não sinto o espaço que encerro

Nem as linhas que projeto

Se me olho a um espelho, erro —

Não me acho no que projeto

(Mário de Sá-Carneiro)


Numa mesma mensagem [...] várias funções podem ocorrer, uma vez que, atualizando corretamente possibilidades de uso do código, entrecruzam-se diferentes níveis de linguagem, A emissão, que organiza os sinais físicos em forma de mensagem, colocará ênfase em um a das funções — e as demais dialogarão em subsídio, [...]
Na comunicação diária, por exemplo, além da referencialidade da linguagem — o que torna a mensagem oral imeditamente compreendida — , há pinceladas de função, conativa, ou seja , de diálogo com alguém, ou através de uma ordem, ou através de um narrar, m as, ao mesmo tempo, esse diálogo vem caracterizado por traços emotivos.

( Samira Chalhub. Funções da linguagem . São Paulo: Ática, 1990. p. 8.)


As funções da linguagem não existem isoladas em cada texto. Embora uma delas acabe predominando, elas convivem, mesclam-se, entrecruzam-se o tempo todo, obtendo-se de suas combinações os mais diferentes efeitos. No último exemplo, temos a combinação das funções poética e emotiva. Na propaganda de página 64, combinam-se a função referencial (nas informações sobre o produto), a fática (texto, disposição na página, ilustrações, etc) e conativa (nos elementos de persuasão: “não dá pra não anunciar”).

In Redação – Palavra e Arte , de Marina Ferreira e Tânia Pellegrini, Editora Atual, edição de 1999, São Paulo.

(
http://www.portrasdasletras.com.br/pdtl2/sub.php?op=gramatica/docs/funcoes_linguagem)
Marina Ferreira e Tânia Pellegrini
Enviado por Akasha De Lioncourt em 30/08/2006
Reeditado em 01/10/2012
Código do texto: T228473
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar Autoria e Link para a Obra Original). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akasha De Lioncourt
São Paulo - São Paulo - Brasil, 45 anos
706 textos (1034590 leituras)
72 áudios (109732 audições)
30 e-livros (56832 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:48)
Akasha De Lioncourt

Site do Escritor