Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AUTORES E OBRAS DE NOSSO REALISMO

____________________________________________________

Realismo / Naturalismo, de 1881 a 1890.

 

O Realismo / Naturalismo no Brasil teve seu início, oficialmente, em 1881, com a publicação de O Mulato, de Aluísio de Azevedo e Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. Entra em declínio com o surgimento do Parnasianismo, por volta de 1890.

Joaquim Maria MACHADO DE ASSIS (1839 – 1908)

Romance: Ressurreição (1872); A Mão e a Luva (1874); Helena (1876); Iaiá Garcia (1878); Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881); Quincas Borba (1891); Dom Casmurro (1899); Esaú e Jacó (1904); Memorial de Aires (1908).

Conto: A Carteira; Miss Dollar; O Alienista; Noite de Almirante; O Homem Célebre; Conto da Escola Uns Braços ; A Cartomante; O Enfermeiro; Trio em Lá Menor; Missa do Galo; Teoria do Medalhão; A Chinela Turca; Na Arca; D. Benedita; O Segredo do Bonzo; O Anel de Polícrates; O Empréstimo; A Sereníssima República; O Espelho; Um Capricho Brincar com Fogo; Uma Visita de Alcibíades; Verba Testamentária; O Caso da Vara; Almas Agradecidas; A Igreja do Diabo.

Coletânea de contos: Contos Fluminenses (1870); Histórias da Meia-Noite (1873); Papéis Avulsos (1882); Histórias sem Data (1884); Várias Histórias, (1896); Páginas Recolhidas (1899); Relíquias da Casa Velha (1906).

Poesias: Crisálidas (1864); Falenas (1870); Americanas (1875); Ocidentais (1880); Poesias Completas (1901).

Teatro: Hoje Avental, Amanhã Luva (1860); Queda que as Mulheres têm para os Tolos (1861); Desencantos (1861); O Caminho da Porta, (1863); O Protocolo (1863); Teatro (1863); Quase Ministro (1864); Os Deuses de Casaca (1866); Tu, Só Tu, Puro Amor (1880); Não Consultes Médico (1896); Lição de Botânica (1906).

Obras Póstumas: Crítica (1910); Teatro coligido (1910); Outras Relíquias (1921); Correspondência (1932); A Semana, (1914); Páginas Escolhidas (1921); Novas Relíquias (1932); Crônicas (1937); Contos Fluminenses - 2º. Volume; (1937); Crítica Literária; (1937); Crítica Teatral; (1937). Histórias Românticas; (1937); Páginas Esquecidas (1939); Casa Velha; (1944); Diálogos e Reflexões de um Relojoeiro (1956); Crônicas de Lélio (1958); Conto de Escola (2002).

ALUÍSIO Tancredo Gonçalves AZEVEDO (1857 - 1913)

Romance Romântico: Uma Lágrima de Mulher (1880); Mistérios de Tijuca (1882); Memórias de um Condenado (1882); A Condessa Vésper (1882); Filomena Borger (1884); O Esqueleto (1890); A Mortalha de Alzira (1894).

Romance Naturalista: O Mulato (1881), estudo sobre o preconceito racial; Casa de Pensão (1884), versa sobre a conduta e a morte de um estudante; O Coruja (1885); O Homem (1887); O Cortiço (1890); O livro de uma Sogra (1895).

Conto: Demônios.

RAUL d'Ávila POMPÉIA (1863 – 1895)

Romance: Uma Tragédia no Amazonas (1880); O Ateneu (1888) -  narrativa de confissão, espécie de regresso psicanalítico; As Joias da Coroa (1888) - antimonarquista é publicado sob a forma de folhetins na Gazeta de Notícias; Agonia (inacabado).

Conto: Microscópicos (1881).

Novela: Uma Tragédia no Amazonas (1880)1ª obra.

Poema em Prosa: Canções sem Metro (1900).

Panfleto Satírico: As joias da Coroa (1882).

ARTUR Nabantino Gonçalves DE AZEVEDO (1855 – 1908)

Conto: Contos fora da moda (1894); Contos efêmeros (1897); Contos em Verso (1898); Vida Alheia, contos (1929); O Oráculo (1956); Teatro (1983).

Poesias: Carapuças, poesias (1871); Sonetos (1876); Um dia de finados - sátira (1877);

Teatro: Amor por Anexins (1872); A Filha de Maria Angu (1876); Uma véspera de reis (1876); A Pele do Lobo (1877); Joia (1879); O Escravocrata  (1884) - em colaboração com Urbano Duarte; O Bilontra (1885); A Almanjarra (1888); O Dote (1888); A Capital Federal (1897); O Badejo (1898); Confidências (1898); O Jagunço (1898); Comeu! (1901), O Retrato a Óleo (1902);; O dote (1907).

ADOLFO Ferreira CAMINHA (1867-1897)

Romance: A Normalista; O Bom Criolo; No País dos Ianques (1894); Cartas Literárias (1895); Ângelo (romance inacabado); O Emigrado (romance inacabado).

DOMINGOS OLÍMPIO Braga Calcacanti (1860 – 1906)

Romance: Luzia-Homem.

Herculano Marcos INGLÊS DE SOUZA (1853 – 1918)

Romance: O Missionário.

Joaquim José Da FRANÇA JUNIOR (1838 – 1890)

Teatro: As Doutoras.®Sérgio.

Tópicos Relacionados: (clique no link)

Autores e Obras do Pré-Modernismo

Autores e Obras de Nosso Simbolismo

Autores e Obras de Nosso Parnasianismo

Autores e Obras de Nosso Romantismo – Poesia / 1ª Geração.

Autores e Obras de Nosso Romantismo – Poesia / 2ª Geração

Autores e Obras de Nosso Romantismo – Poesia / 3ª Geração.

Autores e Obras de Nosso Arcadismo.

Autores e Obras de Nosso Barroco.

_________________________________________

Bibliografia: Nicola, José de. Literatura Brasileira das Origens Até Nossos Dias. Scipione, São Paulo, 1966. / Bosi, Alfredo – História Concisa da Literatura Brasileira, 3ªed., São Paulo, Cultrix, 1988. Cândido Antônio. Formação da Literatura Brasileira. 7. Ed. Rio de Janeiro: Itatiaia, 1993.

Se você encontrar omissões e/ou erros (inclusive de português), relate-me.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário. Volte Sempre!

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 05/04/2012
Reeditado em 13/04/2012
Código do texto: T3595747
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 67 anos
1281 textos (14923837 leituras)
7 e-livros (6233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/11/14 06:18)
Ricardo Sérgio



Rádio Poética