Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALAVRAS: SAFADAS E TRAIÇOEIRAS

Necessito muito das interlocuções para me aprimorar como escriba. Tenho para mim que o texto ou o poema, antes de ser lido, fruído, sobrepensado, é reles matéria morta. O leitor é que lhe oferece a vida, com o seu sentir, o seu saber pessoalizado. Tanto que a mim parece que a dimensão estética final de um texto está na razão direta de seu receptor. Se ele tiver boa cabeça, o texto irá mais longe, nele e no que ele passará para outros. Por esta razão, se for viável, o ledor precisa deixar a sua impressão, falar sobre o que sentiu ou entendeu, após o ato de leitura. Sabes? O autor é que nem marido corneado, sempre é o último a saber. Mesmo que ele acredite que o texto está comunicando algo ao receptor, nunca terá certeza plena de que é o que ele pretendeu que fosse comunicado. E não é uma questão de insegurança ou de cortejar a fácil popularidade. É, sim, no meu caso, para aferir a questão da verdade ou a sua maior ou menor amplitude estética. As palavras são safadas e traiçoeiras. Por vezes, falam mais contra o autoral do que a favor. Obrigado por tua atenção. E perdoa se insisti no pedido de retorno ao comentário anteriormente posto. A interatividade que ocorre nas redes sociais, especialmente no Facebook, facilita o atingimento deste objetivo analítico. Em regra, a brevidade de um comentário dificulta a compreensão, porque fica aquém do que o autor esperava do eventual leitor. Enfim, tudo o que digerimos e sobre tal processo opinamos, depende do tamanho do mundo que criamos em nós. É sempre bom lembrar que cada pessoa vê o mundo segundo o concebe...

– Do livro OFICINA DO VERSO, vol. 02; 2015/17.
http://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/5971837
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 15/04/2017
Reeditado em 15/04/2017
Código do texto: T5971837
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2723 textos (745348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/06/17 13:06)
Joaquim Moncks