Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ELIPSE... ZEUGMA... O que que é isso ?


                                 Em nossa (terrível!) Língua Portuguesa, há
um  conteúdo gramatical chamado de FIGURAS DE LINGUAGEM.

                                 São recursos gramaticais usados para tornar
um texto mais expressivo, mais bonito, enfim...

                                  E, dentre essas tais FIGURAS DE LINGUAGEM,
há dois tipos chamados de ELIPSE (palavra feminina) e ZEUGMA (inex-
plicavelmente, palavra masculina), sendo que alguns gramáticos  che- gam a considerar o ZEUGMA como uma espécie de extensão          da
ELIPSE, uma vez que A FUNÇÃO DE CADA UMA DELAS É OMITIR algu-
ma (s) palavra(s) num enunciado/período.

                                 Observe estes exemplos :

     1. Fomos à praia, ontem (ELIPSE :não-emprego do pronome "NÒS")

     2. Pelo Brasil afora, muita pobreza (ELIPSE : não-emprego da forma
                                                   verbal "há", que foi substituída
                                                   pelo emprego da vírgula)

     3. Eu adoro jogar tênis; Paulo, pescar (ZEUGMA : omissão do ver-
                                                   bo "adorar", que, também foi
                                                   substituído pela vírgula).

                                 O que houve de igual e de diferente entre es-
tes dois tipos de FIGURAS DE LINGUAGEM ?

DE IGUAL, o não-emprego de uma palavra;
 
DE DIFERENTE, é que, NA ELIPSE, nós RETIRAMOS - RETIRAMOS! -
               uma palavra, que pode ser um pronome pessoal (como
               foi o caso do exemplo "1") ou de uma forma verbal (co-
               mo aconteceu no exemplo 2);

               No ZEUGMA (Ô nomezinho feio prá burro!), nós DEIXA-
               MOS DE REPETIR UMA PALAVRA QUE ESTÁ SUBENTEN-
               DIDA, POR JÁ TER SIDO CITADA ANTES.

               Foi o que ocorreu no exemplo "3", onde o verbo ADORAR
               já havia sido citado na primeira parte do período (antes
               de "jogar tênis").

                               É ou não é mamão com açúcar esse assun-
tozinho?

                               Agora, a parte cômica deste assunto :
   
                               Veja a interpretação catastrófica que passou a ter um anúncio publicitário produzido  pelo dono de um salão de beleza, em São Paulo, no qual ele, impensadamente - ou por ignorância, mesmo) empregou uma dessas duas FIGURAS DE LINGUA-
GEM (que aproveito para perguntar ao amigo leitor : em qual dos dois
tipos se enquadra a frase abaixo ?)

                               FRASE CONTIDA NUMA FAIXA :

                               "Corto cabelo e pinto"...

                                (Se não "captou" a mensagem na primeira
leitura, leia novamente a frase...)

                                Descobriu a qual dos dois tipos pertence a
frase acima?

                                Se respondeu "os dois tipos", acertou na mos-
ca. Veja a explicação :

                               Há ELIPSE ao não ser empregado o pronome
EU antes das formas verbais "corto" e "pinto" (caso esta última pala-
vra tenha sido empregada no sentido de "tingir o cabelo");

                               Há ZEUGMA ao não ser repetida a palavra CA-
BELO (corto cabelo e pinto CABELO), caso a palavra "pinto" tenha si-
do empregada como verbo e não, como substantivo.

                                Moral da história : As FIGURAS DE LINGUAGEM,
realmente, embelezam uma frase. Porém, antes de empregar alguma delas, analise o seu conteúdo para não produzir uma "pérola" como  a
da faixa acima citada...A propósito, pelo que me contaram, o salão de
beleza fechou as portas uma semana depois de aberto. Não entrou um
homem sequer lá...Por que será, hein?

                               (Mais para o final do dia eu voltarei com      a
segunda parte do assunto CONJUGAÇÃO DO IMPERATIVO - agora,   O
AFIRMATIVO). Até mais !
pedralis
Enviado por pedralis em 09/11/2007
Código do texto: T729781
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedralis
Salvador - Bahia - Brasil
2786 textos (2876503 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/12/14 03:29)
pedralis



Rádio Poética