Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Análise de um período composto por coordenação e por subordinação ao mesmo tempo...


                   Período a ser analisado sintaticamente :

      "TODOS AQUELES TURISTAS AMERICANOS VIERAM AO BRASIL
       E ADORARAM TUDO, QUANDO VISITARAM OS DIVERSOS PONTOS
       TURÍSTICOS DA BAHIA"

                     (Destacando os verbos do período para verificar QUAN-
                      TAS ORAÇÕES TEMOS nele : "vieram", "adoraram"     e
                      "visitaram". Como cada um deles não forma locução
                      verbal, temos 3 verbos e, por consequência, 3 ORA-
                      ÇÕES. NÃO ESQUECER QUE PARA QUE HAJA CADA
                      UMA DAS ORAÇÕES É  O B R I G A T Ó R I O   QUE
                      CADA UMA DELAS TENHA   U M    V E R B O)

                      (Agora que já sabemos que o período acima é formado
                       de 3 ORAÇÕES, vamos destacá-las)

----------------------------------------------------------------

1a.ORAÇÃO        :      TODOS AQUELES TURISTAS AMERICANOS
                               VIERAM AO BRASIL.

2A. ORAÇÃO       :      E ADORARAM TUDO

3a. ORAÇÃO       :      QUANDO VISITARAM OS DIVERSOS PONTOS
                               TURÍSTICOS DA BAHIA.

------------------------------------------------------------------

Período              :      composto POR COORDENAÇÃO e POR SUBOR-
                               DINAÇÃO.
                               (está nesta ordem - "por coordenação"  e
                                "por subordinação" - PORQUE A 2A. ORAÇÃO
                                É INICIADA POR UMA CONJUNÇÃO COORDE-
                                NATIVA e A ÚLTIMA (3a.) ORAÇÃO É INICIA-
                                DA POR UMA CONJUNÇÃO SUBORDINATIVA.)

1A. Oração         :       TODOS AQUELES TURISTAS AMERICANOS
                                VISITARAM O BRASIL
Oração (tipo)      :       Coordenada assindética
                                (coordenada porque A 2A. ORAÇÃO É DO TI-
                                PO COORDENADA SINDÉTICA, por isso,      a
                                oração anterior - a 1a. - é coordenada ASSIN-
                                DÉTICA, ou seja, NÃO É INICIADA POR CON-
                                JUNÇÃO COORDENATIVA)
Sujeito               :      Todos aqueles turistas americanos (sujeito é
                                a parte da oração...)
Sujeito (tipo)       :      Simples (simples, porque só há um...)
Núcleo do sujeito  :      Turistas (quando há várias palavras represen-
                                             tando o sujeito, o núcleo é...)
Adjuntos adnomi-
   nais do sujeito  :       Todos (pronome indefinido), aqueles (pronome
                                 demonstrativo), americanos (adjetivo).
                                 (Obs. : tudo que estamos escrevendo entre
                                           parênteses SÃO ESCLARECIMENTOS
                                           por isso, ao fazerem uma análise sin-
                                           tática, ESSES ESCLARECIMENTOS NÃO
                                           DEVERÃO FAZER PARTE DELA)
Predicado            :       Vieram ao Brasil
Predicado (tipo)    :       Verbal (o verbo "vir" não faz parte...)
Núcleo do predicado  :    vieram (quando o predicado é verbal...)
Objeto direto           :     não há
Núcleo do objeto direto :  idem
Adjuntos adnom. do objeto direto : não há.
Objeto indireto            : não há
                                  (a expressão "ao Brasil" NÃO É OBJETO IN-
                                   DIRETO, pois NÃO RESPONDE A PERGUNTA:
                                   "todos aqueles turistas americanos vieram
                                    A QUEM - que indicaria o objeto indireto -,
                                    mas sim, responde a pergunta : todos a-
                                    queles turistas americanos vieram AONDE
                                    ou PARA ONDE - que indicam ADJUNTO AD-
                                    VERBIAL _.
´Núcleo do objeto indireto :  não há.
Adjunto adnominal do objeto indireto : não há.
Adjunto adverbial de lugar : Ao Brasil
Núcleo do adjunto adverbial : Brasil
Adjunto adnominal do adjunto adverbial (é complicação demais mes-
                mo!) : o (contido na palavra "ao". O "a" de "ao" NÃO É
                             CLASSIFICADO, por ser preposição. PREPOSI-
                             ÇÃO NÃO ENTRA NA ANÁLISE SINTÁTICA).

                           (fim da análise da 1a. ORAÇÃO)

----------------------------------------------------------------

2A. ORAÇÃO              :  E ADORARAM TUDO
Oração (tipo)             : Coordenada sindética aditiva (coordenada,
                                 porque é iniciada por uma conjunção coor-
                                 denativa; sindética, porque a conjunção
                                 está destacada na oração; e aditiva porque
                                 a palavra que inicia esta oração é "e" e "e"
                                 faz parte das conjunções coordenativas ADI-
                                 TIVAS).
Sujeito                      : (eles)
Sujeito (tipo)              : oculto (o sujeito desta segunda oração é
                                            o mesmo sujeito da 1a. oração   ,
                                            mas que, nesta segunda oração ,
                                            está SUBENTENDIDO, mas NÃO DES-
                                            TACADO - daí, ser do tipo "oculto")
                                  (reitero a informação de que o sujeito ocul-
                                   to PREDOMINANTEMENTE ocorre com      o
                                   verbo na 1a. e 2a. pessoas do singular   e
                                   do plural)
Núcleo do sujeito          : não há (se o sujeito está oculto...)
Adjuntos adnominais do
      sujeito                  ; idem
Predicado                    : adoraram tudo (verbo +...)
Predicado (tipo)            : verbal (o verbo "adorar"...)
Núcleo do predicado       : adoraram
Objeto direto                : tudo (que responde a pergunta...)
Núcleo do objeto direto  : tudo (nesta oração, o núcleo está repre-
                                           sentado por UMA ÚNICA PALAVRA,
                                           logo, o objeto direto é o seu próprio
                                           núcleo)
Adjuntos adnom. do
    objeto direto            : não há
Objeto indireto              : não há
Núcleo do objeto indireto : não há
Adjunto adnominal do ob-
    jeto indireto              : não há
Adjunto adverbial           : não há
conectivo (=conjunção) coordenativo
   aditivo                       : e.

                          (fim da análise sintática da 2a. oração)

----------------------------------------------------------------

3a. ORAÇÃO  : QUANDO VISITARAM OS DIVERSOS PONTOS TURÍSTI-
                    COS DA BAHIA
Oração (tipo) : subordinada adverbial temporal (subordinada adverbi-
                           bial porque é iniciada por uma das conjunções
                           subordinativas; e temporal PORQUE É INICIADA
                           PELA PALAVRA "quando", QUE FAZ PARTE    DAS
                           CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS TEMPORAIS)
Sujeito         : (eles)
Sujeito (tipo) : oculto (o sujeito desta terceira oração continua sendo
                                o mesmo sujeito da primeira oração)
Núcleo do sujeito : não há (porque o sujeito....)
Adjuntos adnominais do
        sujeito       : não há
Predicado           : visitaram os diversos pontos turísticos da Bahia.
                          (verbo +...., que NÃO INCLUI o conectivo- con-
                            junção)
Predicado (tipo)   ; verbal ( o verbo "visitar"...)
Núcleo do predicado : visitaram (quando o predicado é verbal...)
Objeto direto           : os diversos pontos turísticos da Bahia
Núcleo do objeto direto : pontos
Adjuntos adnominais do objeto
      direto               : os (artigo), diversos (pronome indefinido), tu-
                               rísticos (adjetivo) e da Bahia (locução adjeti-
                               va QUE CORRESPONDE A "baianos").
Objeto indireto        : não há.
Núcleo do objeto indireto : não há.
Adjuntos adnom. do objeto indireto : não há
Adjunto(s) adverbial (is)   : não há.
conectivo subordinativo adverbial temporal : quando.

                          C   H    E    G     A  !!!  PELO AMOR DE DEUS !!!










pedralis
Enviado por pedralis em 29/01/2008
Código do texto: T838308
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedralis
Salvador - Bahia - Brasil
2786 textos (2876835 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/12/14 00:47)
pedralis



Rádio Poética