Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

408-OFICINA DE TROVAS Nº003-Sílvia com Kathleen ML


408-OFICINA DE TROVAS Nº003-Sílvia com Kathleen ML
Por Sílvia Araújo Motta

Olá TROVADORA,
PRECISO CUMPRIMENTÁ-LA PELA AULA MARAVILHOSA E CORRETA SOBRE A teoria literária que vc colocou sobre a TROVA e TROVISMO.
TENHO VÁRIOS MANUAIS publicados SOBRE TROVA E TROVISMO, AUTOGRAFADOS PELO PRÓPRIO TROVADOR ENO WANKE, NOS CONGRESSOS E SEMINÁRIOS COORDENADOS POR CLÉLIO BORGES, DO ESPÍRITO SANTO.

AJUDE-ME A SUGERIR UMA OFICINA DE TROVAS NESTE RECANTO DAS LETRAS PARA ESCLARECERMOS DÚVIDAS, NATURALMENTE, AOS NOSSOS COMPANHEIROS RECANTISTAS.

ASSIM PODERÃO PARTICIPAR DAS CENTENAS DE CONCURSOS SEMANAIS, MENSAIS, ANUAIS, NACIONAIS E INTERNACIONAIS.

QUE ACHA DA IDÉIA???

BEIJÍSSIMOS DA
SÍLVIA ARAÚJO MOTTA-BH-MG-BRASIL.

Visite:

18 de julho

DIA DO TROVADOR

Fonte:
http://www.paulinas.org.br/diafeliz/datacom.aspx?Dia=18&Mes=7&DataComID=281

Trovador é uma palavra derivada do latim, acusativo singular de "trobaire" (poeta), proveniente do verbo trobar (inventar, achar). Todo trovador é poeta, mas nem todo poeta é trovador e nem todos sabem metrificar, fazer o verso medido.

A trova possui o seu conceito plenamente estabelecido: é o poema de quatro versos setissílabos com rima e sentido completo. Mas, quando surgiu, não era assim. Seu aparecimento está intimamente ligado à poesia da Idade Média, onde a trova era sinônimo de poema e letra de música. A cultura trovadoresca refletia bem o panorama histórico desse período: as Cruzadas, a luta contra os mouros, o feudalismo, o poder espiritual do clero. Quanto à arquitetura, o estilo gótico é o que predominava.

Na literatura, desenvolveu-se, em Portugal, um movimento poético chamado Trovadorismo. Os poemas produzidos nessa época eram feitos para serem cantados por poetas e músicos, e foram os primeiros a serem sistematicamente publicados. Hoje, entretanto, a trova possui a sua conceituação própria, diferenciando-se da quadra e da poesia de cordel, bem como do poema musicado da Idade Média. Um movimento cultural em torno da trova, surgiu no Brasil a partir de 1950 e chamou-se Trovismo.

A palavra foi criada pelo poeta e político falecido J. G. de Araújo Jorge e pelo poeta Gilson de Castro, cujo nome artístico era Luiz Otávio. Em 1960, ambos viram concretizados os seus grandes sonhos: os Primeiros Jogos Florais, realizados com sucesso, e a fundação oficial da União Brasileira de Trovadores, juntamente com uma plêiade de idealistas do Rio de Janeiro.

Luiz Otávio era carioca, nascido em 18 de Julho de 1916 e deixou o seu nome inscrito nas páginas literárias desse país como o Príncipe dos Trovadores Brasileiros, pelo seu trabalho incessante e gigantesco em prol da causa da trova. No dia 31 de Janeiro de 1977, o nosso Príncipe, alçou vôo para a eternidade.

Em 1980, ao criar o Clube dos Trovadores Capixabas, o poeta Clério José Borges fez despontar o Neotrovismo, que é a renovação do movimento em torno da Trova no Brasil.

Sabemos que não pode haver criação literária mais popular e que mais fale diretamente ao coração do povo do que a trova. É através dela que o povo entra em contato com a poesia e por isso a trova e o trovador são imortais.

Fonte:
http://www.paulinas.org.br/diafeliz/datacom.aspx?Dia=18&Mes=7&DataComID=281
Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 05/04/2006
Código do texto: T133980
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6555 textos (668682 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:50)
Silvia Araujo Motta