Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROVANDO IX

Somar bens às vezes fede,
Pode esconder peculatos,
O ser humano se mede
É pela soma dos atos.

****

Dei uma volta no Dique
Em ritmo acelerado,
Alguém disse: – nesse pique
Você vai ficar cansado.

        ****

Minh’alma esta manhã
Não está condizente
Com esse brilho de sol
E essa luz reluzente.

****

A vida é feita de anos
Ninguém sabe quantos, pois,
Continuarei com os meus planos
Mesmo com setenta e dois.

        ****

Se esse Congresso falasse,
E se ouvisse a voz de Ruy,
Talvez (quem sabe?) salvasse,
Esse Congresso que rui.

       ****

Tem dois metros onde vivo,
–Esse encantado recanto –
Como um pássaro cativo,
Aqui eu gorjeio e canto.

       ****

Não se cansem de meu canto,
Não me canso de fazê-lo,
Não, pelo menos, enquanto
O meu Deus desejar vê-lo.

       ****

Meu passatempo maior,
Até por o “pé na cova”,
É dar graças ao Senhor,
E brincar de fazer trova.

             

Raymundo de Salles Brasil
Enviado por Raymundo de Salles Brasil em 26/04/2006
Código do texto: T145807
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raymundo de Salles Brasil
Salvador - Bahia - Brasil, 83 anos
237 textos (6820 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:16)
Raymundo de Salles Brasil