Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO EU MORRER

Glosando Leonardo Henke
Raymundo de Salles Brasil

Mote:

QUANDO CHEGAR MINHA HORA
DEITEM-ME A LIRA TRISTONHA
JUNTO À CASCATA QUE CHORA,
JUNTO À PALMEIRA QUE SONHA!

Glosa:

Preocupa-me o destino
Da minha lira sonora
Quando badalar o sino,
QUANDO CHEGAR MINHA HORA.


Se for possível a quem parte,
Se permitido a quem sonha,
Se merecedora a arte,
DEITEM-ME A LIRA TISTONHA

No remansoso recanto
Onde a poesia mora
Para chorar o seu pranto
JUNTO À CASCATA QUE CHORA,

Ou talvez, quem sabe, ali,
Numa tarde bem risonha
Ao canto do bem-te-vi
JUNTO À PALMEIRA QUE SONHA!

Raymundo de Salles Brasil
Enviado por Raymundo de Salles Brasil em 07/05/2006
Reeditado em 27/05/2006
Código do texto: T151687
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raymundo de Salles Brasil
Salvador - Bahia - Brasil, 83 anos
237 textos (6820 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:44)
Raymundo de Salles Brasil