Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto






Brincando de amarelinha
pula aqui, pula acolá,
brinquedo das menininhas
que me expulsavam de lá.

Eu fui brincar de peteca
também de lá me expulsaram,
era um guri muito sapeca
tanto fiz que me aceitaram.

Eu só queria namorar
com uma daquelas gurias,
mas com vergonha de falar
quem eu queria não sabia.

Vejam vocês o molequinho
que sem vergonha eu era,
quando usava um espelhinho
pra ver as calcinhas delas.

Escondia-me num canto
dizendo que não fiz nada,
jurava por todos os santos
que não fiz a coisa errada.

Às vezes me pego sorrindo
das travessuras que fiz,
travessuras de menino
mas era um guri feliz.
Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 23/05/2006
Reeditado em 31/05/2006
Código do texto: T161392
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257150 leituras)
185 áudios (36329 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:06)
Antonio Hugo

Site do Escritor