Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cantigas de escárnio e maldizer... 1

--- Pandemia ---
(Cantigas de escárnio e maldizer... 1)
 

José-Augusto de Carvalho
 
 
Não queirais ler nestes versos
os mundos que vos afligem...
P'los caminhos mais diversos,
haveis de encontrar, dispersos,
mais versos de insana origem.
 
Versos de amor e de dor,
de sonhos e pesadelos...
Qualquer, seja lá quem for,
mesmo até sem ser doutor,
há-de saber escrevê-los...
 
Já é uma pandemia
esta ânsia de versejar!...
E, distante, a Poesia,
ah, como ela se arrepia,
sozinha, no seu altar!
 
***

7 de Junho de 2006.
Viana do Alentejo* Évora * Portugal
José Augusto de Carvalho
Enviado por José Augusto de Carvalho em 07/06/2006
Código do texto: T171208
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Augusto de Carvalho
Portugal, 79 anos
182 textos (7605 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:23)
José Augusto de Carvalho