Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


                                                                
                                                                       
                                                              
                              TROVAS  II                                         
                                                       (TEMA:PAI)

17-Nos momentos em que eu sonho,
     adormido ou acordado,
     a minha esperança ponho
     nas mãos de meu pai amado.


18-A ti, meu Pai, eu dedico
     uma página de amor
     e muito feliz eu fico
     ao sentir o teu valor.


19-
Na agenda da minha vida,
     o nome Pai é sagrado:
     eu sempre lhe dou guarida,
     pois o quero respeitado.


20- Neste meu adolescer,
      sinto o vulto de meu Pai,
      num eterno agradecer
      o bem que sobre mim cai.


21 -Numa encruzilhada eu vi
      muito choro e muito ai
      e foi então que senti
      grande falta de meu Pai.


22- Meu Pai sempre me embalava
      com acalantos singelos
      e de amor eu me encantava
      ouvindo cantos tão belos.

                                                    



   "A TROVA É O PORTÃO DE ENTRADA DO JARDIM DA POESIA"
                                                            Adelmar Tavares



Alda Corrêa Mendes Moreira
Enviado por Alda Corrêa Mendes Moreira em 06/08/2006
Reeditado em 07/12/2008
Código do texto: T210720
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alda Corrêa Mendes Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (13198 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:54)
Alda Corrêa Mendes Moreira