Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROVAS DIVERSAS (2)

Como ser bom trovador?
Primeira criatividade
Depois ser bom contador
De um fato da realidade.


As palavras d´uma trova
São colhidas com esmero,
Todas elas dando prova
Que o trovador é sincero.


Pro nosso bondoso Deus
Ontem trovas eu pedia
Que ele abrisse aos braços meus
A mais íntima Poesia.


Ser triste é estacionar
O coração no passado;
Não saber impulsionar
Para vida o bem amado...


Ser alegre é poetizar
O amor-perfeito e a andorinha
E em vida concretizar
Sempre o Amor que nos aninha...


Vale - do pranto escondido -,
- Sem amargura e sem dor -,
É rio que foi-se escorrido
P´ra onde o Amor é vencedor!


Augusto anjo da poesia
Que dá-me o poder de tê-lo
Em meus braços todo dia
Como posso agradecê-lo?


O Poeta no seu lirismo
Declama um verso bonito
Para levar quem - no abismo -
Quer encontrar o infinito!


Dar o Amor é conseqüência
Do homem que a si descobre;
Que equilibra a sua consciência
E doa o Amor de forma nobre...
Alexandre Tambelli
Enviado por Alexandre Tambelli em 07/09/2006
Reeditado em 10/09/2011
Código do texto: T234914
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Tambelli
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
676 textos (116321 leituras)
8 áudios (2991 audições)
1 e-livros (398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:41)
Alexandre Tambelli