Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                                                                 
                                 
TROVAS III         
                                       (TEMA:FLOR)
                                 

23- À violeta eu dedico
      toda a minha gentileza
      e bastante alegre fico
      ao ver tanta singeleza.

24- A esbanjar humildade,
      mostrando só singeleza,
      a violeta, sem maldade,
      condena toda grandeza
.

25-  Nas rosas que tu me deste,
       não achei nenhum espinho
       e senti que foi o teste
       a demonstrar teu carinho
.

26-  É nosso amor uma rosa
       que me dá muito carinho
       mas fico bem lacrimosa
       ao encontrar tanto espinho.

 27- Nas flores que recebi
       quando de mim te afastaste,
       com tristeza eu percebi
       de nosso amor o desgaste.

28- Só de flores procurei
       a minha estrada enfeitar
       e tanta beleza achei,
       que vivo só a cantar.

29- Modifico a minha vida
        quando fico a contemplar
        esta estrada tão florida
        e os pássaros a cantar.

30- À luz de um lindo luar,
       lindas flores recebia
       mas acordei a chorar,
       pois eu apenas... dormia! 
                                                                    

                                                                

      "A TROVA É O PORTÃO DE ENTRADA DO JARDIM DA POESIA"
                                             
Adelmar Tavares

Alda Corrêa Mendes Moreira
Enviado por Alda Corrêa Mendes Moreira em 21/09/2006
Reeditado em 07/12/2008
Código do texto: T245599
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alda Corrêa Mendes Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (13198 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:09)
Alda Corrêa Mendes Moreira