Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A nobre meta.

O poeta fala de orvalho,plantas e flores
Balança as frases mistura as palavras
E sempre fala de amores
Faz versos e trovas de repente
Sò fala aquilo que sente
Pois è alheio a guerras e rumores
O poeta fala de calma
Conserva os segredos da alma
Onde se esconde um turbilhão de temores
Muitas vezes amarga o cinzento passado
Mas traz sempre no sorriso estampado
O inquieto revoar de um milhão de cores
O coração apertado e sofrendo muito
Mas segue o poeta mantendo seu intuito
De deixar guardado a sete chaves suas dores.

Se acaso conheceres um poeta
Tenha com ele uma conversa franca ,direta
E veràs o quanto ele tem para compartilhar
È uma alma amante da natureza
Em tudo,em tudo ele vê beleza
E transforma em versos sua vontade de chorar
A sua presença è uma sutileza
Em tudo que escreve estampa clareza
Vive como todos,a unica diferença è que vive a trovar
Fala bastante de Deus e agradece
Que è apenas um ser humano nunca se esquece
Gosta de olhar para frente,um novo horizonte buscar
Se atirares pedra num poeta
Sò lhe ajudaria cumprir a nobre meta
Que è a de contruir seu altar.
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 21/09/2006
Código do texto: T246084
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 63 anos
6223 textos (162988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:17)
Pedro Nogueira