Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

└ Flor

A flor orvalheira
calada, calada em si
Única derramadeira
de perfume em meu jardim!

Comporta-se no prado
Num prado que não tem fim
Sem olhar para os lados
Só o olhar de mim!

A flor orvalheira
calada, calada em si
Única derramadeira
de perfume em meu jardim!

Meu olhar lhe osculam distante
Mas tão perto, tão pertinho
Fragancia-me irrevogante
E me recrio

O tempo não vaga tremulante
Parece um desmaio no vento.
As mão do mar são vistos errantes
Os sóis cativos no firmamento

A flor orvalheira
calada, calada em si
Única derramadeira
de perfume em meu jardim!

Ás vezes eu ego: uma jovem rebeldia
Não sabe em que tom se calar
Consegue da noite pro dia
Á linda harmonia desfalar!

Porém, como toda flor florida
É sonho de canto e de amor
É pouso na esperança
E é da lembrança a viva cor!

Não quero que lhe brotem espinhos
Pu que se vá perniciosamente morrer
Quero juntar o seu carinho
Todos os dias em que eu viver...


lucheco
Enviado por lucheco em 06/10/2006
Cˇdigo do texto: T258046
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
lucheco
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
128 textos (62089 leituras)
6 ßudios (1218 audiš§es)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 03/12/16 07:44)
lucheco