Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Faça de mim um arauto.

Ao olhar para dentro do meu ego
Notei a minha pequenês e não nego
Que em coisas tão futeis eu me apego
Ao invès de sò cultivar a alegria.
E assustado ao constatar este fato
Implorei, Senhor faça de mim um aruto
Para que eu anuncie bem alto
Jesus o Fruto bendito de Maria.

Minha vida precisa de mudança
È importante renovar a esperança
Não desistir nunca da perseverança
Para a vida ter mais harmonia.
Com amor revisarei a velha estrada
Vou tornar menos ardua a jornada
Jogar fora coisas superfulas e pesadas
E me concentrar no bendito sim de Maria.

Vou dizer sim ao peso da minha cruz
Deixar entrar na minha vida mais luz
Abrir mais meu coração a Jesus
Sò pedir a Ele dicernimento e sabedoria.
Senhor faça de mim a pròpria simplicidade
Que eu viva na fè,na paz e sobriedade
A mesma que tem no doce olhar de Maria.

Mesmo quando não entender,que eu viva
Esperando sò em Jesus a vòz ativa
Do Senhor que não me deixa a deriva
E a tempestade Ele torna em calmaria.
Quero amar o proximo,meu irmão
Senhor renove,transforme o meu coração
Para que eu viva em prol da Evangelização
Falando de Jesus,o Senhor,o Filho de Maria.

Quero olhar de novo dentro da alma
E ver uma luz brilhante e calma
Os espinhos transformar em rosas e palmas
Como um jardim sereno no meio da pradaria.
Quero comtemplar a beleza das flores
Festejar a ausencia de todas as dores
Exaltar o meu Jesus o Senhor dos Senhores
E humildemente ,orar e trovar para Maria.
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 15/10/2006
Código do texto: T265248
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 63 anos
6223 textos (162974 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:14)
Pedro Nogueira