Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Finda-se o dia.

Será demais sonhar ao fim do dia
com um abraço terno, uma companhia
com quem troquemos afeto, alegria...
que nos seja amigo, amante, que mais seria?

Nao peço flores, as jóias que porventura ganharia
nao as quero, nao me aquecem alma, são pedras frias.
Mesmo belas frases em cartas ,palavras, que ironia
lápides tambem tem palavras que vida tiveram, um dia.

Nao, nao me dê trovas nem versos, nem canções
declino presentes que nao evoquem emoções
a mais singela oferta, provém dos corações
simples, sentimentos, puras emoções.

Quero o enlace dos abraços em meio a multidões
ao fim do dia cheguem serenando os turbilhoes
de pensamentos em císmicas convulsões
abrasando espirito em cataclísmicas evoluções.

Ah...! queria taõ somente alguem que me ouvisse
que comigo brincasse ou simplesmente sorrisse
fosse a companhia que minha alma sentisse.

Que te valem fortunas, tesouros aos milhares
se de sincero nem uma troca de olhares
nem um coração que seja pra te entregares?

Será pedir muito ao findar-se o dia
que nao chegasse a noite sem a melodia
do canto das estrelas saudando a magia
da Lua que prateado encanto irradia!

Quando ao chegar, nenhum mal faria
receber de teus braços a calmaria
do carinho , e em tua companhia
amar-te em paz esperando um novo dia.

Liane Furiatti
Enviado por Liane Furiatti em 19/10/2006
Reeditado em 20/01/2009
Código do texto: T268301
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liane Furiatti
Curitiba - Paraná - Brasil
776 textos (34958 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 19:05)
Liane Furiatti