Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FLORES DE TRACUATEUA (Canto nº 2)

LAVOURA DE ESTRELAS
A noite se escoa e bela
pelos telhados das casas,
do vão da minha janela
colho estrelas, vivas brasas.

O CONSELHO DO POETA
Ao me ler, caro leitor,
peço contrito num rogo:
lido o verso podes pôr
o livro todo no fogo.

MALÍCIA
A mulher sempre nos ganha,
nos atiça, nos atiça,
depois um processo e a manha
no Tribunal de Justiça.

RETRIBUIÇÃO
Dá o que podes, a vida,
a quem te peça ou não peça,
e ser-te-á retribuída
a bondade e vice-versa.

O PESCADOR DE INFINITO
No mar terno de um sonho
pescando a idéia do verso
a bailar meu barco ponho
na imensidão do universo.
Enzo Carlo Barrocco
Enviado por Enzo Carlo Barrocco em 30/06/2005
Reeditado em 07/10/2011
Código do texto: T29546
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enzo Carlo Barrocco
Belém - Pará - Brasil, 56 anos
733 textos (134433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:14)
Enzo Carlo Barrocco