Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Num queremo sê mais",

O meu sertão pricisa sê respeitado
É verdade qui nóis fala errado
Mais num é pru nosso querê
Pa nóis farta um bocadinho de tudo
Fais uma farta danada u istudo
Mais o qui qui vamo fazê.

Mais digo pra mecê cum sinceridade
Num semo istudado é verdade
Mais oia sabemo tratá bem
U nosso rancho modesto é um abrigu
Tamo di braço aberto prus amigu
E pru discunhicidu tamem.

O matuto tem um grandi coração
Pro mode qui nois tudo semo irmão
E temo muito qui aprendê
A modernisse da grandi cidadi
Só serve pro ceis tê sodadi
Di coisa qui ai oceis num vê.

Pur exempro o canto di um sabiá
O mugi das vacas no currá
A portera e sua batida
E oia é u nosso trabaio di inchada
Que fais ai na cidadi a moçada
Tê a sua mesa surtida.

Ocê me adiscurpa patrão
Mas falo isso di coração
O que mais farta pa gente é pais
Vive di mão dada e lutano
O memo bijetivo buscano
Num queremo sê nem meno nem mais.
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 28/08/2007
Código do texto: T628326
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (165303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:34)
Pedro Nogueira