Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

È disso que tenho medo.

Quando a saudade aperta
A alma fica deserta
E o coração bem árido
A vontade de ti ver
Domina e me faz sofrer
E torna o querer invalido.

Quero te esqucer e não consigo
Parece até um castigo
De nada vale o meu querer
Soluço e choro baixinho
A falta do teu carinho
A razão do meu viver.

Te amo e te quero muito
Este é o primordial intuito
Que a esperança alimenta
De ti jamais eu esqueço
Existe sempre um recomeço
No fim de cada tormenta.

Gostar de ti me faz bem
E eu sei que voce tambem
Me ama embora em segredo
Seria uma explosão de dor
O fim deste doce amor
É disso que eu tenho medo.
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 31/08/2007
Reeditado em 07/09/2007
Código do texto: T632495
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (164906 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 21:02)
Pedro Nogueira