Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trovas de saudade - I

Se canto a felicidade
sou poeta imaginando...
Mas quando falo em saudade
eu sei do que estou falando!
     *   *   *   *   *
Se falta você por perto
a saudade arruma um jeito;
traz a extensão do deserto
e faz caber no meu peito!
     *   *   *   *   *
Velho tropeiro, tristonho,
curvado ao peso da idade,
reponto tropas de sonho
pela estrada da saudade!
     *   *   *   *   *
Quando, à noite, em quantidade,
voltam lembranças de outrora,
eu posso ouvir a saudade
batendo palmas lá fora!
     *   *   *   *   *
Crianças, mil fantasias...
Quanto tempo! Que saudade!
“De mentirinha”, dizias...
mas eu te amei de verdade!
     *   *   *   *   *
De tudo o que já foi dito
resta dizer que a saudade
 é um velho poema escrito
com tintas de mocidade!
*******************************************
Pedro Ornellas
Enviado por Pedro Ornellas em 06/09/2007
Código do texto: T641538

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Ornellas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 66 anos
92 textos (29040 leituras)
9 áudios (960 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 01:09)
Pedro Ornellas