Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Professora sem didática

 

Aquela professorinha

Malvada da palmatória,

Morreu velha e sozinha,

Ninguém sabe sua história.

 

Não se acaba um amor

Entre jovens inocentes,

Coisa de quem tem rancor

E acha o amor indecente.

 

Um amor da juventude,

Melhor coisa pode haver?

E é na sua plenitude,

Que o jovem deve crescer.

 

Não concordo com a maldade,

Com a malícia e o desamor,

Ensine a dignidade,

O respeito, o ser senhor.

 

Os valores esquecidos,

Deverão ser resgatados,

Mas castigo imerecido,

Isto é coisa do passado.

****

(Roberto Sales)

Professora sem didática,
Eu também aqui condeno,
Pois temos que dá amor
Não a dose de "veneno", 
Educando com valor 
Pro jovem seguir vivendo.

Trovas que deixei num comentário,  lá na sala do poeta e cordelista, Airam Ribeiro, a propósito de um seu texto.

A participação do Roberto Sales, foi acolhida com muito carinho.

 

 

 

Hull de La Fuente
Enviado por Hull de La Fuente em 08/09/2007
Reeditado em 12/09/2007
Código do texto: T643926
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hull de La Fuente
Brasília - Distrito Federal - Brasil
2667 textos (397985 leituras)
2 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 18:13)
Hull de La Fuente