Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ânsia de Amar.


Onde estais que não escuta meu clamar.
Enfocas por acaso o dedilhar do meu sangrar?
Rabiscas minhas ânsias neste papel fosco
Onde tua lembrança escraviza este mancebo
Plebeu.Se por acaso julgares minha assoberbada
vontade de amar um gesto viril,incline tua espada
E fere-me no peito tua loucura.Beija-me
Doce criatura e me abraça eloqüente neste abraço
De mel.Beija-me, em línguas quentes no vôo
De anjos açucarados, este pobre plebeu.

demetrioluzartes
Enviado por demetrioluzartes em 10/09/2007
Reeditado em 10/09/2007
Código do texto: T646589

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (demetrio luzart). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
demetrioluzartes
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
980 textos (36575 leituras)
12 áudios (774 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 15:17)
demetrioluzartes