Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


     Mundo cão


Quantas banalidades

inúteis ostentações

Nas mentes vaidades,

vazios os corações.

Maurélio Machado



CAN_DIDATOS

vazios pelo coração

ostentam inutilidade

cheios de decoração

e nenhuma utilidade

Francisco Coimbra



Meu doce poeta amigo

Que nos chama a atenção

Pra quem só vê o próprio umbigo

E tem vazio o coração.


Claraluna



É bem verdade, poeta...

O homem tem esquecido

da sua missão dileta

ao ter no mundo nascido!



Zélia Nicolodi





É o mal da humanidade, 

cada um só pensa em si. 

Mas te digo, na verdade, 

nem sei por que estou aqui. 



HLuna




Impossível fazer entender

Os inúteis da emoção

Mas a vida é uma escola

Eles aprenderão a lição.


Rose de Castro




Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 20/09/2007
Reeditado em 24/09/2007
Código do texto: T660533
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
8051 textos (1682800 leituras)
2 áudios (1148 audições)
95 e-livros (6281 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 08:59)
Maurélio Machado