Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



LUA SURDA




Em noite de lua cheia
Olhe as estrelas no céu
Veja o manto que clareia
A noite se abrindo em véu.

Peça ao astro prateado
Ofereça-lhe uma flor,
Que ele trará seu amado
Pra acabar com sua dor.

Quando a Lua não escuta,
Pedidos do coração,
Provavelmente perscruta,
Si é verdadeira a paixão.

(Claraluna = Hull de La Fuente)
****

(Reneu do Amaral Berni)

Se a paixão for verdadeira,
basta só pedir pra lua,
uma fiel companheira
que entende essa dor sua..

Não é muito o que eu peço,
para ti não custa nada,
do meu bem quero o regresso,
que a saudade tá danada!
****
 
(Graci)

Quem entende essa dor sua
 Pode entender também a minha
 A saudade se insinua
 E em meu peito se aninha.

****

(MIRA IRA)

Encontrei teus olhos negros, 
num pedaço de luar, 
refletiam reluzentes, 
sobre a luz da cor do mar.
 
Um sorriso ao firmamento, 
esbocei pra lhe guardar; 
e gritei aos quatro cantos 
– quero poder te tocar!

****

(Zélia Nicolodi)

Lua surda ao meu pedido
não castigue tanto assim...
Faça sim, que o meu querido 
goste muito e só de mim!
 
****
 
(Milla Pereira)

Lua, não seja tão surda!
E atenda aos meus apelos...
Mesmo que seja absurda
esta carência de zelos!

Eu te peço, Lua amada,
traga pra mim, meu amor!
Deixa que eu fique queimada
para sempre, em teu calor!
****

(MariSaes)

A saudade está danada
Faz doer meu coração
Na luz da madrugada
Choro por essa paixão. 
****


(Mara Regina Weiss)

Se a paixão é verdadeira?
Eu tenho certeza que é,
mas a lua está solteira,
e é uma linda mulher!

Se o astro-rei brincar,
 ela arruma outro namorado
 ele que trate de cuidar,
 se não quiser ser trocado!
**** 

(Zeca Repentista)

Hei,lua surda,escute...
hei, lua surda, estás môca?
sim, acho ela um desbunde
sim, tem ópio na sua boca...
****

(Poeta da Dor)

Minha musa enluarada, 
como é triste o meu pensar;
penso em ti noite adentro,
até mesmo ao sol raiar.
Já pensei pensar outra coisa,
mas as luzes atrapalham; 
Clareando a minha insônia,
eu só penso na amada.
****

(Maurélio Machado)

Que pena, me perdi ao léu
Não vi a lua no céu
Tampouco a prata no mar
 Estava contigo a sonhar.
 
****



 
Hull de La Fuente
Enviado por Hull de La Fuente em 20/09/2007
Reeditado em 25/09/2007
Código do texto: T661133
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hull de La Fuente
Brasília - Distrito Federal - Brasil
2667 textos (398071 leituras)
2 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 09:59)
Hull de La Fuente