Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VIDA É SEMPRE A PERDER...



Tu que ainda não nasceste:
Olha bem o que te espera...
A Vida é um rude teste
De efémera Primavera.

A Vida faz do Homem presa
Desde a concepção, ao útero...
Nasce a vítima indefesa
Sob o olhar de algum abutre.

E somada como um todo
A Vida está sempre em perda...
Uns sobrevivem no lodo;
Outros flutuam na merda.

Na luta – espermatozóide -
O vencedor corre cego:
Ergue o facho como herói de
Dúbio presente de grego!...

**************************************************
Porque a Vida não é um mar de rosas - e o poeta também precisa de aproveitar estes temas - eis mais um poema de desencantos em 4 estrofes de sete sílabas, com algumas rimas invulgares e por isso mesmo ricas ou até mesmo preciosas.

22/09/2007, Abílio Henriques
HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 23/09/2007
Reeditado em 24/02/2008
Código do texto: T665159
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.Henricabilio.web.pt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 56 anos
574 textos (249245 leituras)
20 áudios (22363 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 03:05)
HENRICABILIO