Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imenso abismo.

Esta solidão que me maltrata
É a mesma que tambem retrata
A tua amarga ausencia,querida
Não tem nada mais dolorido
Do que um amor não correspondido
Ao longo da estrada da vida.

A solidão faz lembrar a todo instante
Que quem se ama vive distante
Inflamando ainda mais a paixão
Sofrer,chorar,gritar não vale a pena
Pois isso tudo só fere e envenena
E não muda nada,pois continua solidão.

A primavera tão florida linda e bela
Mas sómente me faz pensar naquela
Que não se iguala a nenhuma flor da estação
Esta primavera com sua exuberante beleza
Só me vem fazer a doce gentileza
De enfeitar colorindo a indesejavel solidão.

A solidão até parece uma palavra qualquer
Mas é um imenso abismo entre minha alma e a mulher
A quem todo o meu amor e carinho dediquei
Eu sei que tudo nesta vida tem um fim
Eu espero em DEUS que tambem seja assim
Com esta palavra que eu jamais apreciei.
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 23/09/2007
Código do texto: T665211
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (165272 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 11:51)
Pedro Nogueira