Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coisa idiota e maluca.

Nada no mundo me impede
De gostar tanto assim de voce
Mas tambem nada no mundo concede
O direito desse amor florecer,

São dois caminhos previamente traçados
Para nem paralelo seguirem
Eu só não entendo porque foram cruzados
Sem nenhuma possibilidade de se unirem.

De tanto procurar entender e analizar
Já formou um nó no meu cerébro
Passo horas a fio a meditar
E no final só confusão que celebro.

Gostaria de apagar da minha mente
Mas esta imagem não tem como ser deletada
É um programa fixo e permanente
É como que perder o fio da meada.

A memória entra em pane e fervilha
O coração sai do ritimo e acelera
E a mente viaja voando por milhas
Sem noção do que procura ou espera.

Creio que só o tempo alguma coisa dirá
Porque a DEUS o futuro pertence
E quem me responde o que o acaso trará
Ou se algum dia terá fim o maldito suspense.

É uma incógnita cruel que machuca
Sem rumo concreto de uma solução
Estou me tornando uma coisa idiota e maluca
Que por enquanto denomina paixão.
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 27/09/2007
Reeditado em 27/09/2007
Código do texto: T670291
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (165292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 23:53)
Pedro Nogueira