Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A dona da beleza.

Estou muito apaixonado
Sofrendo por querer bem
E doido pra ser amado
Por que eu amo tambem.

Mas tanta coisa impede
Deste amor acontecer
Eu quero só que DEUS me concede
Que nunca eu a faça sofrer.

Este amor é como um espinho
Me machucando o coração
Um anjo dourado no meu caminho
E eu doente de paixão.

A estrada deste anjo
Um dia cruzou a minha
E hoje o que eu mais esbanjo
É a saudade da paz que eu tinha.

De um dia te-la conhecido
Confesso não me arrependo
Mas por não te-la esquecido
Meu DEUS como estou sofrendo.

Esta é uma paixão impossivel
Que só na minha mente mora
Este é o sonho mais incrivel
Que este poeta lembra e chora.

Mas vou continuar sonhando
E um dia qualquer quem sabe
Enquanto em silencio sigo amando
Pois o desfecho é a DEUS que cabe.

Amar nunca foi pecado
Disso eu tenho certeza
Eu amo e vivo apaixonado
Pela dona da beleza.




Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 27/10/2007
Reeditado em 01/11/2007
Código do texto: T712721
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (164905 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 14:51)
Pedro Nogueira