Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROVAS 102d

   Da minha espera...
Que foi tão almejada!
    Agora me aperta...
Com a sua chegada!...
           (Maysa)


                                       Depois me beija
                                       Com todo ardor
                                      Acarinha, graceja
                             E me chama de meu amor!...
                                          (Malu Novo)


 A chegada não aperta,
 pois só traz felicidade!
Na verdade, ela conserta
 os estragos da saudade!
(Reneu do Amaral Berni)


                                Com a minha chegada...
                               Ficaste louca, de desejos!
                               Alma inquieta, a se excitar...
                               Fico mudo nos teus beijos!...
                                       (Mirão da Estrada)


   Esperei sua chegada...
   Com tanta ansiedade!
De manhã, de madrugada...
    Pra me dar felicidade!...
            (Milla Pereira)


                           Chegaste sem hora marcada...
                                     De roupa surrada!
                                   Como alma penada...
                                     Pra ver tua amada!...
                                                (Vanuza)


   Amor, espero tua chegada...
Como um amante em celibato!
  Guardei tudo pra você amada...
Comerei sua janta até os pratos!...
               (zeca repentista)

                                  Com minha chegada...
                                       Busco teu ardor!
                                 E quando fito teu rosto...
                             Presinto o reflexo do amor!...
                                         (Leilson Leão)

   Chego a pensar que existe...
Dentro de mim força tamanha!
     Que nunca me faça triste...
Mesmo que da vida eu apanha!...
                    (Ledalge)

                                 Agora que estás presente,
                                  A saudade ficou pra trás,
                                 Que digas tudo que sente,
                                 E que jamais me deixarás!
                                               (Saji Pokeo)

Maysa Barbedo
Enviado por Maysa Barbedo em 28/10/2007
Reeditado em 24/11/2007
Código do texto: T713969

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maysa Barbedo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
2967 textos (327664 leituras)
7 áudios (1543 audições)
104 e-livros (20175 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 15:02)
Maysa Barbedo