Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FAZENDO FOFOCA...

Agora, falo do nada,
nada de mim vai soar
Contudo, à boca fechada,
zôo com tudo no ar!

(Aldo Lopes)


-------------------------------------------------------------------

Agradeço a todos que foram poeticamente receptivos a minha "fofoca":


Meu amigo, não há como escapar
Fofoca se faz por gosto
E o nada, tudo pode virar...

(Vanuza)


Nem precisava dizer
que com tudo está zoando.
Mesmo em silêncio, faz crer
que o bicho tá pegando.

(Salete)


Gosto de tua discrição,
desse teu jeito de zoar
Fofocar assim tem perdão,
pois não irás magoar.

(Regina Bertoccelli)


Fofoca é sempre um final
muito triste por sinal,
acaba em hospital,
acidente as vezes fatal,
rota de colisão,
muitas lágrimas no chão
e flores no caixão.

(Ana Karênina)


Zoar com tudo no ar
é regra do bom zoador
Ele zoa sem se cansar,
inda sai um ganhador!!!

(Sônia Maria Cidreira de Farias)


Eu já nasci assim
Tudo já me tentou calar
Essa minha boca aberta,
Chaminé a fumegar

(Edson dos Santos)


Penso eu que essa zoada
é pra nos tirar do sério,
eu não vou ligar em nada
senão vou pro cemitério!

(Milla Pereira)
Aldo Lopes
Enviado por Aldo Lopes em 06/11/2007
Reeditado em 10/11/2007
Código do texto: T726184

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Aldo Lopes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Lopes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
416 textos (38027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 02:08)
Aldo Lopes